2019 foi o ano que Lizzo atingiu grande sucesso e aclamação da mídia e, portanto, seria natural que ela ganhasse a categoria “Best New Artist” no Grammy. No entanto, há um problema… Lizzo não é tão nova assim no ramo. O próprio hit “Truth Hurts” foi lançado em 2017.

Vendo as novas regras da Academia de forma fria, Lizzo não seria elegível na categoria. “O artista deve ter lançado, como artista principal, um mínimo de cinco singles/faixas ou um álbum, mas não mais de trinta singles/faixas ou três álbuns antes do ano de elegibilidade atual”, explica as regras.

 Lizzo já tem três álbuns, dois Mixtapes e dois EPs, sendo o primeiro de 2012. Somando tudo, dá mais do que as 30 faixas possíveis. No entanto, há uma saída… De acordo com a Billboard, “às vezes, eles não contam lançamentos em pequenas gravadoras independentes, alegando que isso realmente não permitia ao artista uma chance justa de avançar”. Os dois primeiros álbuns da Lizzo foram, justamente, em gravadoras pequenas, só recentemente assinando com a Atlantic Records.