Notícias

28/06/2018 09:20 esportes.r7.com

Coutinho é destaque do Brasil na 1ª fase da Copa com gols e assistências

O meia Philippe Coutinho foi um dos grandes destaques do Brasil após o termino da fase de grupos da Copa do Mundo. O jogador do Barcelona superou nomes que geravam grande expectativa na torcida brasileira e na imprensa, casos de Neymar e Gabriel Jesus.

 

Coutinho fez o gol no empate com a Suíça na estreia brasileira e tirou a seleção do sufoco contra a Costa Rica ao abrir o placar já nos acréscimos do segundo tempo — o Brasil venceria por 2 a 0. Contra a Sérvia, foi dele o passe que resultou no gol de Paulinho que abriu o caminho para a vitória por 2 a 0. O resultado colocou o Brasil na liderança da chave e, consequentemente, na próxima fase da Copa.

O meio-campista chegou tímido à seleção. Nas primeiras convocações, disputou posição com Wilian, do Chelsea. Mas, após cada jogo, conquistou mais espaço com o técnico Tite.

Dois anos depois da chegada do treinador à seleção, Coutinho se tornou jogador essencial para o esquema tático do atual comandante brasileiro. Agora, é um dos responsáveis pela armação da equipe, aliviando a carga sobre Neymar e dando mais liberdade ao camisa 10.O meia, de 26 anos, não disputa mais a posição com outros meio-campistas, pois encontrou um espaço em campo onde o talento lhe garante a condição de titular absoluto do Brasil com Tite. Certamente, Coutinho será uma das grandes esperanças da seleção brasileira na próxima terça-feira, às 11 horas (horário de Brasília), quando a equipe enfrentará o México, segundo colocado do Grupo F, nas oitavas de final do Mundial.Início de carreira

Nascido no Rio de Janeiro, Coutinho despontou para o futebol no Vasco, de onde partiu para a Europa. Em 2010, o meia foi negociado com a Inter de Milão e, dois anos depois, emprestado pelo clube italiano ao Espanyol, da Espanha.

Três anos mais tarde, em 2013, Philippe Coutinho chegou ao Liverpool, da Inglaterra, onde ganhou status de estrela. O jogador era um dos principais nomes da equipe no início da campanha do time que seria finalista da Liga dos Campeões — o Liverpool foi derrotado pelo Real Madrid por 3 a 1 na decisão.

No entanto, o brasileiro teve problemas físicos durante a temporada de 2017 e e ficou fora do time por algumas rodadas no começo deste ano. O afastamento coincidiu com as negociações com o Barcelona.

No início de 2018, Coutinho foi contratado pelo clube catalão por 160 milhões de euros, transferência representou o segundo maior negócio da história do futebol em valores, atrás apenas da ida de Neymar para o PSG (222 milhões de euros). Mas, a transação deixou parte da torcida do Liverpool irritada com Coutinho.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo